Além disso, cole esse código imediatamente após a tag de abertura :

Dificuldade na volta às aulas

Acontece | Destaque | Famílias

17

nov 2021

A pandemia afetou as famílias em diversos aspectos, e, agora, com a volta das atividades presenciais progressivas, os efeitos do isolamento têm gerado impactos inclusive no comportamento das crianças dentro do ambiente escolar.  

Tem-se percebido dentro das escolas um aumento de situações-problema, conflitos e desajustes com o ritmo acadêmico, o que era esperado em nível global, devido ao longo período de reclusão em casa. Além da defasagem no grau de ensino e aprendizagem promovida pela educação a distância elaborada com urgência e lapsos de improviso no começo, as pessoas agora precisam enfrentar novamente (ou pela primeira vez, em casos de crianças que nunca frequentaram uma escola presencial anteriormente) a separação da família e a adequação a uma rotina que envolve pessoas externas ao ciclo familiar.  

Apesar disso, a readaptação das crianças pode ser facilitada a partir do aprendizado e valorização de uma habilidade muito importante por todos os agentes envolvidos nesse processo: a escuta. Nesse momento, escola e família precisam ainda mais trabalhar em conjunto, abrindo espaço para o diálogo e a partilha de sentimentos dos pequenos de modo a apoiá-los. 

A coordenadora do Núcleo de Educação para a Paz (NEP) do Colégio Loyola, Isabel Brochado, afirmou que a escola deve oportunizar momentos de escuta de forma estratégica, em seu dia a dia, mas que os pais também devem promover essa escuta atenta dos filhos, para que possam ajudá-los. Ela e Thália Santos, psicóloga e integrante do Núcleo de Apoio Educacional (NAE), ressaltam que as famílias, sempre que precisarem, podem recorrer ao NAE e ao NEP, que atuam diretamente no apoio aos estudantes dentro da escola. 

O exercício da escuta deve ser uma constante entre aqueles que caminham ao lado dos jesuítas e buscam a construção de um novo normal altruísta e satisfatório para todos ao redor. Aos olhos do Papa, “somente quem está disposto a escutar é que tem a liberdade de renunciar ao seu ponto de vista parcial e insuficiente, aos seus hábitos, aos seus esquemas”. 


Compartilhe:

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies. Para saber quais cookies estão sendo utilizados, clique no botão "Privacidade".