Uma iniciativa solidária!

Enfrentar o Exame Nacional do Ensino Médio não é tarefa fácil, mesmo quando se está preparado. Em tempos de pandemia de Covid-19, em que as aulas presenciais estão suspensas e as atividades letivas acontecem por meio remoto, o desafio pode ser ainda maior, principalmente para quem não tem acesso às Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs).

Pensando nisso, Mel Cristina, nossa estudante da 3ª Série EM, tomou a iniciativa de oferecer apoio a estudantes que vão realizar o ENEM em 2020, mas que não apresentam condições de manter os estudos neste cenário de suspensão das atividades presenciais. “Eu estava lendo as notícias sobre o ENEM e acompanhando as repercussões. Pensei naquelas pessoas que não tem acesso ao EaD (Ensino a Distância) e que estão desnorteadas nesse momento. Então, eu decidi ajudar de alguma forma”, conta a estudante.

A proposta foi parar no Twitter. Em seu perfil, a aluna publicou: “me encontro à disposição para te ajudar de alguma forma, seja para fornecer material escolar, entrar em contato com alguém que tire suas dúvidas… entrem em contato comigo!”.

A atitude de Mel teve um feedback positivo, tanto de estudantes necessitando de ajuda, como de outras pessoas com a mesma proposta de solidariedade. Luiza Viana, antiga aluna do Colégio Loyola, foi uma das pessoas que mostraram  vontade e disponibilidade de participar doando apostilas.

Além disso, Mel entrou em um grupo de WhatsApp, criado por professores e estudantes de todo o Brasil, com propósitos semelhantes. O grupo, nomeado de “Pré-Vestibular Colaborativo”, conta com administradores e cerca de 200 estudantes, que estão procurando por aulas e conteúdo. Com a iniciativa apenas no começo, a estudante entrou em contato também com o grupo Jovens Pensadores do Colégio Loyola, com o objetivo de desenvolver uma parceria, intensificando e aprimorando o processo de ajuda aos estudantes.

Por fim, Mel destacou a influência do Colégio Loyola em sua iniciativa: “Desde que eu entrei no Loyola, o Colégio abriu muito a minha mente em relação a pensar no outro e usar a nossa posição privilegiada para ajudar o outro”. Por meio de projetos de série e atividades da Formação Cristã, como, por exemplo, o Magis e a Ronda Noturna, Mel aprendeu e desenvolveu conceitos importantes para o convívio com o outro. Dessa forma, em um momento difícil e assustador como este, o qual estamos vivendo, a estudante encontrou uma forma de ajudar pessoas mais necessitadas.

Confira o depoimento da estudante Mel Cristina.


Compartilhe: