Além disso, cole esse código imediatamente após a tag de abertura :

Exposição “Oceano Plástico”

O Projeto FrancEcolab tem sido desenvolvido no Colégio Loyola com o apoio da Embaixada Francesa desde maio de 2021 e será concluído em dezembro desse mesmo ano. Durante os encontros, nós estudamos o microplástico e seu impacto nos oceanos e na vida marinha, enquanto acompanhávamos a atual expedição da Fundação Tara Ocean, chamada Microbiomas. A equipe Tara está pesquisando, ao longo das costas da América do Sul, da África e da Europa, nos oceanos Atlântico e Pacífico, as interações do clima e da poluição com os microrganismos marinhos, representantes de dois terços da biomassa marinha e caracterizados como o primeiro elo da cadeia alimentar.

Ao longo do projeto, elaboramos um diário de bordo no qual registramos nossos aprendizados. Além disso, desenvolvemos o Projeto Oceano Plástico, constituído por propostas de sensibilização e soluções sustentáveis, a fim de conscientizar cada um a respeito do seu impacto no meio ambiente e do seu papel no cuidado com a Casa Comum. Entre essas propostas, estão:

– Rede social;

– Intervenção artística;

– Coleta seletiva.

O Projeto Oceano Plástico pretende explicitar que as soluções estão em terra e só serão efetivas se cada um fizer a sua parte. Pequenas ações têm impacto! A contaminação causada pelo plástico não é brincadeira e muito menos assunto para o futuro. Portanto, ela precisa ser combatida agora, e foi com esse intuito que desenvolvemos a intervenção artística.

Já parou para pensar quanto plástico existe no oceano? De acordo com um estudo feito pela CSIRO’s, agência científica australiana, há pelo menos 14 milhões de toneladas nas profundezas do oceano, sendo que essa quantidade é igual ao dobro da presente na superfície. Esse plástico se fragmenta em partículas com menos de 5 milímetros, conhecidas como microplásticos, que aumentam ainda mais o seu impacto no meio ambiente e nos seres vivos contaminados, incluindo o ser humano. Nós não somos mais feitos apenas de carne e osso, mas de plástico também. Estima-se que uma pessoa ingira, por ano, 12 mil dessas partículas.

Por isso, convido-o a visitar atentamente a exposição Oceano Plástico e a refletir: como eu contribuí para produção do plástico? Quanto eu descartei? Será que eu me tornei uma dessas esculturas feitas de plástico? Será que eu colaboro para a contaminação de tantas vidas marinhas e terrestres? Quem eu realmente quero ser?

Agora, apenas se lembre: você pode fazer a diferença no mundo!

Larissa Santos Cardoso

Estudante da 1ª Série EM

Nov. 2021

 

 


Compartilhe:

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies. Para saber quais cookies estão sendo utilizados, clique no botão "Privacidade".