O currículo deve preparar a pessoa para a dinâmica da sociedade

Simpósio aponta rumos para o “currículo” nas escolas da RJE

_____

O Currículo nas referências da Companhia de Jesus e a Base Nacional Comum Curricular. Esses foram os principais assuntos da manhã de hoje no I Simpósio da Rede Jesuíta de Educação, que acontece no Colégio Loyola. O evento, que conta com a participação de aproximadamente 160 pessoas, entre estudantes e educadores das escolas jesuítas do Brasil, foi aberto ontem à noite no Espaço Pe. Kolvenbach SJ, novo ambiente de aprendizagem da escola, inaugurado no mesmo momento.

A primeira a falar, no início da manhã, foi a professora, mestra e doutora Vilma Inés Reyes Duarte. Em seus apontamentos, ela destacou que “tudo que fazemos em uma instituição educativa aponta para um processo de humanização”. Por isso, o currículo deve preparar a pessoa para responder às emergências, à dinâmica da sociedade contemporânea, caracterizada pela mudança incessante, e ajudá-la a lançar-se ao outro.

Para debater o tema, falou em seguida a professora, mestra e doutora Olga Irene León Miranda, da Guatemala. Ela chamou a atenção para a necessidade de vermos o currículo como sistema e não como ilhas, partes não conectadas entre si. Para ela, ele deve ser algo que ajude as pessoas a situarem-se na sua realidade e a serem melhores. Na sequência, o tema foi aberto para discussão junto aos participantes.

As colocações das duas especialistas, na íntegra, estão na TV Loyola no Youtube.

Ainda no período da manhã, aconteceu a mesa-redonda e debate sobre a BNCC e Formação de Professores, com os professores, mestres e doutores Guiomar Namo de Mello e José Francisco (Chico) Soares.


Compartilhe: