Além disso, cole esse código imediatamente após a tag de abertura :

Reconectando através de cartas

O Colégio Loyola precisou adaptar o seu cronograma escolar para a nova realidade criada pela pandemia, tanto durante o período de quarentena, no qual o ensino foi exclusivamente a distância, quanto na retomada das atividades presenciais, seguindo os protocolos de segurança estipulados em cada fase. 

Em outros contextos, em especial na proposta pedagógica inicial do Colégio, interações entre estudantes de diferentes turmas seriam frequentes, tornando a divisão fluida e a interação constante. Entretanto, o protocolo de bolhas que restringe a interação das crianças àquelas da própria turma limitou essa possibilidade e trouxe a necessidade de reinvenção para garantir o contato com segurança. 

As professoras do 1° Período notaram nos alunos o desejo de conhecer as demais crianças de outras salas e a rotina delas e, por isso, propuseram a troca de cartas entre classes, de modo a possibilitar o diálogo entre turmas compartilhando desafios e vivências diárias. Em um trabalho de interlocução a partir da comunicação escrita, é possível contornar a distância, sem comprometer a segurança do grupo, ou descumprir aos protocolos. 

Seguimos os passos de Santo Inácio, considerado o santo dos “tempos novos” que despontavam perante seus olhos com novos modos de pensar, sentir e viver. Na mesma medida, buscamos nos reinventar e adaptar às adversidades que se apresentam, sempre com sensibilidade e cuidado com o próximo. 


Compartilhe:

Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies. Para saber quais cookies estão sendo utilizados, clique no botão "Privacidade".